quarta-feira, junho 08, 2011

Dentinho






















O sorriso de menina, que vive muito contente
enche-me de alegria, faz-me o viver diferente.
Faz-me sorrir contigo, faz-me correr atrás de ti
só tu me lembras os anos a mais que eu já vivi.
Já não tenho pernas que cheguem para a tua pedalada
tu ignoras-me as queixas e não ficas sossegada.

Salta um braço na rampa, a bacia se desloca,
irrequieta criança, tropeça e cai de boca.
E o anjo da guarda proteja a loucura do teu caminho,
e o pior que assim seja: lá partiste o dentinho.

Mas o sorriso é tão teu, nessa infância tão louca,
que até faz sentido, aí na frente da boca.
Sorri, menina bonita, é mais belo que o beicinho,
e sorrindo comenta: "Eu estou com tão sem dentinho!"

A terra.

...

























Aprende, filho, que é a terra
mãe generosa de toda a vida
que nos recebe e alimenta
e é por nós tão esquecida.

Na Primavera salta colorida
mergulha na praia no Verão
no outono é mulher despida
no inverno é fogo ao serão.

Põe de ti na terra, experimenta,
planta trigo pra fazer o pão,
Planta verduras e alimentos
e colhe-os com a tua mão.

Da terra viemos um dia todos
à mesma terra vamos regressar,
A vida é uma passagem efémera
Aproveitemos enquanto durar!

A terra não é lição, é livro aberto
que se lê com todo o sentimento,
Se nosso futuro é sempre incerto,
ser feliz é viver o momento!