terça-feira, dezembro 13, 2005

Natal

Quente guardado em segredo
nesse misterioso berço,
menino que vais nascer
que eu não sei se mereço.

Pudesse aplanar teu mundo
excluir todo o mal,
Dar-te de presente o futuro
numa manhã de Natal.

Sem comentários: