quarta-feira, novembro 01, 2006

1 de Novembro

Passaram por mim numa corrida desigual,
mais novos que eu, mais cedo o final.
Passaram por mim a correr sem parar
na fúria de viver, a urgência de acabar.
Passaram por mim e a corrida acabou,
ficou no ar a saudade, que cada um me deixou.

Sem comentários: