domingo, julho 03, 2011

A Magnólia

Árvore de imensa beleza
de flores carnudas
perfumadas
Não dão fruto,
não deixam de merecer
ser cultivadas.
A natureza se veste
do que de mais belo tem,
entender o seu porquê
não compete a ninguém.
Nem o porquê do céu azul,
do campo verde ou do sol amarelo,
compete-nos admirar, sentir
e saborear
como tudo isto é belo!

Sem comentários: