terça-feira, janeiro 20, 2009

Os meus dedos

Ergui para ti palavras
sulcando no teu ventre
estradas nuas
arroio fugaz, impertinente
e fecho as minhas mãos
nas tuas.

Sem comentários: