sexta-feira, abril 01, 2011

Ser mulher

Não há ruga a mais no corpo da mulher

como as curvas, as linhas,

os montes os vales,

os secretos, os incertos, os engraçados,

os pelos discretos, os enrolados,

os cabelos compridos,

o ventre largo,

o sorriso alegre mesmo com um olhar amargo

a mão amiga, a mão amigo, amam comigo...

o estar sempre presente

o estar com o outro, o estar consigo

Cantar como um pássaro

Voar como um pássaro

Amar livre como um pássaro!



Ser mulher, é permanecer sempre dentro


enquanto tudo muda lá fora!

Sem comentários: