quinta-feira, abril 12, 2012

Quero

Quero um copo vazio sobre a mesa
onde possa verter a lágrima cristalina
da saudade que deixaste
e bebê-la no silêncio que me sufoca
que me prende o coração.

Quero que o copo seja de vidro
lúcido e aberto, como o olhar que tinhas
nos momentos infinitos em que me perdia
e em que me encontrava para me perder de novo.
Quero que a lágrima morra de velha
e se expie num sorriso, que me traga a certeza
de um dia próximo, um dia depois de amanhã
em que a saudade se sacia
da lágrima que verti no copo!  

Sem comentários: