segunda-feira, maio 10, 2010

Um olhar vale mais que mil palavras... ai é?

E um silêncio?
daqueles silêncios que são um suave enleio,
de palavras caladas mas proferidas em gestos,
e um sussurro que não é mais que vento
tocando ao de leve com o lábio na orelha.
E tudo aquilo que se diz sem dizer...
É que no teu olhar eu leio,
não o que tu escreves,
mas que eu quero ler.
Não são os olhar que enganam,
somos nós que nos enganamos neles.
Talvez seja a verdade mais crua:
Despem-te as palavras
e o olhar te deixa nua!

1 comentário:

Tininha disse...

Forte. Pareces zangado neste poema. Bjks