domingo, outubro 09, 2011

Até ao fim














Até ao fim

Quantas vezes em meus braços
Te deixaste adormecer
Tantas vezes em silêncio nos amámos
Até o dia amanhecer

Entre gestos de ternura
Vimos o dia nascer
Encontrámos mais do que procurámos
Fomos além do prazer

                Eu vivo a vida pela alegria
                De te ter ao pé de mim.
                Serei capaz de ficar contigo
                E de te amar até ao fim

Vivo para ti cada segundo
Cada bater do coração
Como um tambor
Um tambor que dá à vida
O ritmo de uma canção. 

1 comentário:

Anónimo disse...

os anos, as pessoas passam...mas as letras e as musicas serão para nós eternas :)