sábado, outubro 04, 2008

Há momentos que são para sempre

Podíamos falar das mãos,
que acariciam e amam.
Podíamos falar dos olhos
que no silêncio cúmplice
a sua energia emanam.
Podíamos falar das coxas
longas, e bem torneadas.
Podíamos falar das bocas
num milhão de beijos seladas.
Podíamos trocar de cheiros,
de pele, de sentir, de ser.
Podemos não falar desse momento,
mas não o podemos esquecer.

1 comentário:

Oblivio Denego disse...

As alegorias eróticas são um bom mote para uma célere sedução.
Mas a História ensinou aos conquistadores que mais dificil que criar um império é mantê-lo.

O que se consegue sem esforço não perdura e assim "o momento" não será mais que "um momento", esquecido no meio de tantos outros.

Desejo um bom serão