quinta-feira, abril 02, 2009

Aos solavancos

Dizem os da ciência,
do alto do seu saber,
com um discurso distante.
Que a Terra corre constante!

A Terra,
planeta dos meus encantos,
redonda de quatro cantos,
não avança certinha
mas sim aos solavancos.

E tenho a certeza do que digo,
e acho que o posso provar,
basta-me estar contigo
para a sentir... como digo?
para a sentir... solavancar!

Às vezes corre ligeira.
como um coelho com pressa,
e eu vejo-a passar.

Mas bastou-me olhar para ti,
e nesse momento eu senti,
a Terra inteira a parar!

Sem comentários: